YogaTurFestival – Galicia, Julho de 2011

 

O ano passado participei no Yoga Tur Festival e fiquei de tal forma vinculada ao Yoga que passou a fazer parte da minha forma de viver, e de tudo o que sou! Este ano nesse mesmo festival, e com muita alegria por estar lá novamente, partilharei uma Viagem Sonora com Taças Tibetanas e Gongos, uma aula de Hatha Yoga e uns mantrinhas acompanhados de guitarra. http://www.yogaturfestivalgalicia.com/. As possibilidades de participarem no festival são diversificadas e as inscrições continuam abertas. Eu lá estarei com todo o meu entusiasmo e amor.

VIAGEM SONORA – Concerto Meditativo com Taças Tibetanas, Gongos e Címbalos

Ao longo desta viagem temos como companhia gongos, taças, címbalos, entre outros instrumentos de percussão (maioritariamente orientais). Os sons destes instrumentos actuam no nosso organismo de forma directa e indirecta. O relaxamento profundo atinge o nosso corpo permitindo a libertação de tensões, todas as células do organismo recebem uma massagem terapêutica vibracional. A mente acalma permitindo o acesso a outros níveis de consciência, as emoções desbloqueiam, interiormente sente-se paz e harmonia, permitindo o despertar do nosso som interior, do nosso verdadeiro ser. “Ser alguém espiritual significa atingires-te a ti, atingires plenamente a tua essência, e a música ajuda-te nesse caminho. A música é o primeiro passo para conseguires essa abertura, é um canal para alcançares a tua essência.” Tulku Lama Lobsang

AULA DE HATHA YOGA

Hatha signica esforço extremo. Ao mesmo tempo, as sílabas ha e tha e significam sol e lua. O objectivo do Hatha yoga é a integração das forças solar e lunar, masculina e feminina, através do esforço extremo físico e mental, para despertar a kundaliní. Assim, o corpo passa a ser entendido como veículo de auto‐conhecimento, evolução e emancipação.”No Yoga, casa asana é um modo de estar para chegar a um modo de ser”. Antonio Blay

Ishwari´s Mantras [guitarra e voz]

Namaste, Lisa Bompastor

Anúncios

One thought on “YogaTurFestival – Galicia, Julho de 2011

Os comentários estão fechados.